Daniele V Silva - Webdesigner, desenvolvedor front-end, programador de interfaces, Gerente de projetos web, consultora e freelancer

via Instagram http://ift.tt/1AK78Ei

IMG_0982 por Daniele Vsilva no Flickr. Basta clicar neste link para ver e comentar (foto): http://ift.tt/1vzCXtw

Logos e Logotipos – dicas de criação

Publicado em , por , na categoria Elementos e técnicas, Webdesign

Antes de mais nada, eu confesso que estou entrando num território muito perigoso, que eu não domino completamente e que não faz parte do meu campo de atuação. Não pensem que eu estou desmerecendo o trabalho de vocês especialistas em identidade visual, simplificando a criação do logotipo aos conceitos abaixo, muito pelo contrario, quero explicar o quanto esse processo é complexo e como a prática é importante. Minha intenção é apenas mostrar algumas coisas que eu aprendi ao longo do meu tempo de trabalho para aqueles que tiveram pouco ou nenhum contato com essa área.
Espero muito receber correções e outros pontos de vista de vcs profissionais da área.
Vamos lá!

Logotipo ou logomarca?

Uma pequena explicação antes de tudo: A palavra logomarca é um neologismo, ou seja, um termo novo que acaba sendo introduzido a língua portuguesa devido a grande utilização na expressão popular, ou seja, muitas pessoas falando. A explicação mais coerente que encontrei para justificar porque devemos sempre usar a palavra Logotipo está no site DesignGráfico, não vou entrar em muitos detalhes, mas basicamente, a palavra Logomarca é a união de Logo+marca.

Logo = Latim “Lógos” significa a grosso modo: “Significado“.
Marca = Germânico “Marka” significa a grosso modo: “Significado“.
Assim, com a palavra logomarca temos esta redundância “Significado+significado“.

Princípios básicos

coca-cola-logoO seu Logotipo não é a sua Marca, mas é certamente o item mais importante da identidade visual de uma empresa é o logotipo. Ele aparece em quase todos os materiais divulgação online ou offline, por isso representa uma grande responsabilidade.
Segundo Jacob Cass um bom logotipo deve seguir 5 princípios básicos:
1 – Simples: ser fácil de distinguir e identificar.
2 – Memorizável: fácil de se lembrar.
3 – Atemporal: que não envelheça ou fique obsoleto, por isso é melhor não seguir uma tendência.
4 – Versátil: que possa ser adaptável a qualquer tipo de mídia e situação.
5 – Adequado: que demonstre o conceito da empresa.
Memorizando essas características e colocando em prática você tem boas chances de criar um bom projeto. No entanto, como eu falei anteriormente, um bom logotipo não caracteriza uma boa marca ele é apenas uma representação visual do conceito que a marca deseja transmitir, e ainda assim a criação de um logotipo efetivo depende de uma série de habilidades experiências e muita prática. A seguir algumas dicas para quem esta começando.

Analise, estudo e briefing!

Desenvolvido por http://r0ygb1v.deviantart.comComo eu já falei em outros posts aqui você nunca deve começar um projeto sem saber exatamente o que vai desenvolver. Então pegue papel e lápis e comece a rabiscar, faça muitas pesquisas (no final desse artigo seguem alguns links de referências) converse com o cliente, de novo e de novo, enquanto você não tiver certeza de qual direção seguir. Faça alguns esboços, 20, ou 30 e teste combinações de cores diferentes… Um designer eficiente não é aquele que tem uma imaginação que nunca se esgota, mas aquele que sabe pesquisar.

Equilibro!

f2c447613e7465f88720d2ef064d54a8Quando você tem cores, formas e tamanhos diferentes você também terá graus de interesse diferentes, e é a distribuição desse interesse que você precisa controlar. Nós percebemos um design bem equilibrado como uma coisa mais agradável e atraente, então seja cuidadoso com o peso dos elementos. Cuide para ter um contraste de cores eficiente, e lembre-se mais uma vez que um bom logotipo deve funcionar para todo tipo de mídia. Não existe uma receita onde podemos dizer que “você deve usar vermelho porque chama f2c447613e7465f88720d2ef064d54a8a atenção” porque o destaque dos elementos e o interesse que ele desperta depende também de como ele se relaciona com os outros objetos, uma outra parte da imagem pode chamar mais a atenção pelo seu conteúdo do que pela cor propriamente. (ok, eu também concordo que isso deve render um outro post).

exemploO equilibro é uma coisa muito delicada principalmente quanto a forma. Se levarmos em conta a simetria, um logotipo deveria ter os dois lados iguais ou ao menos na mesma proporção, mas em alguns casos isso pode ser mudado de forma eficiente. No entanto, se você não é um especialista e não se sente confortável para desenvolver um projeto inovador e arriscado, aposte em formatos e alinhamentos que deixem o contorno reto formando quadrados ou retângulos ou invés de estruturas angulares que são difíceis de adaptar como você pode ver nos exemplos anteriores.

Tamanhos e proporções

proporcoesQuando falamos de logotipo, o tamanho importa muito. Além boa aparência, ele precisa ser visível e legível quando for o caso, em todos os tamanhos. Ele precisar ser visível em um favico ou em um outdoor. Mas como fazer isso? Você pode criar estilos de aplicação diferentes, por exemplo criando uma representação gráfica que pode ser usada sozinha (sem o nome da empresa) em áreas muito pequenas. E precisa testar. Faça reduções e ampliações, imprima, verifique qual o tamanho mínimo e o se existe um tamanho máximo para a legibilidade.

Uso das cores

coresNão vou detalhar muito pois você pode pesquisar sobre isso em praticamente todos os artigos desse site. Basicamente o que você deve saber é:

  • Use cores próximas umas das outras no disco de cores, por exemplo, para uma “paleta quente”, use vermelho combinado com laranja e/ou tons de amarelo).
  • Não use cores muito brilhantes pois são cansativas as olhos.
  • O logotipo deve ficar legível mesmo quando impresso em preto e branco, tons de cinza ou duas cores.

Conceituação

ConceituaçãoNão existe um estilo certo para logotipos. Você pode usar qualquer estilo e acertar ou errar. O fundamental estar completamente entendi sobre qual o objetivo da marca. As tendências podem ser bem interessantes, mas também podem ser perigosas. Nesse momento ainda estamos vivendo o Boom de logos web 2.0 com gradientes, relevos, reflexos e sombras, mas lembre-se: eles funcionam muito bem para empresas de web 2.0 ou serviços de tecnologia, mas pode não ser eficaz para empresas mais conservadoras ou outro tipos de marcas.
Antes de tudo você deve investigar seu cliente e o publico alvo isso vai ajudar a determinar o melhor caminho a seguir e evitar que você precise recomeçar muitas vezes.

Tipografia

tipografiaAcho que todos vocês sabem como é difícil escolher uma boa tipografia, e eu fico realmente impressionada quando encontro um designer capaz de trabalhar as fontes de forma sempre eficiente. Quando eu encontro um projeto com uma tipografia impecável eu sempre penso: “essa deve ser a obra prima, é impossível que ele consiga fazer isso de novo!”, porque é realmente difícil. E não se trata só de escolher fonte correta, você também precisa acertar no tamanho, no espaçamento, na altura entre as linhas, no kern… Quando você decide criar um logo composto por uma forma gráfica e um texto, seja para o nome da empresa ou para o slogan, você precisará de uma pesquisa delicada no universo das fontes.Experimente fontes serifadas e sem-serifas, itálico, negrito e fontes personalizadas. Considere 3 pontos importantes:

  • Evite as fontes mais comuns, como comic sans, ou seu projeto pode perder a originalidade.
  • Certifique-se que o texto é legível ou ao menos identificável quando reduzida.
  • Evite mais de um tipo de fonte.

Você pode aprender um pouco mais sobre tipografia no artigo específico que escrevi anteriormente.

Reconhecimento

O objetivo principal de se desenvolver um logotipo é encontrar uma forma de tornar a empresa identificável no primeiro olhar. Como você alcança isso varia em cada caso. Um exemplo disso são logotipos como Pepsi, Coca-cola, Nike, McDonald’s, basta uma olhada rápida em qualquer uma dessas marcas e você sabe exatamente a que elas se referem.
Um teste rápido para determinar se seu logo é reconhecível é invertê-lo usando qualquer software básico de edição de imagem. Você deve ter em mente que que em situações reais o logo será visto de cabeça para baixo ou invertido e deve garantir que ele seja reconhecível nessas situações.

A aplicação do logo tipo na web

Como eu já falei anteriormente, quando você cria uma logotipo ele deve ser funcional em todas as mídias, on e offline.
A pouco tempo atrás não existia qualquer preocupação com a visualização do logo na web e quando existia, ainda não haviam estudos suficientes para dizar quais efeitos um logo mal aplicado ou deficiente pode causar.
Como webdesigner, eu recebo freqüentemente projetos onde o logotipo simplesmente não é funcional, pois não foi projetado para mídias online. Vou citar os principais problemas que eu, ou meus colegas já enfrentamos:
logo arredondado1 – Logotipo com formato arredondado – Existem logotipos arredondados realmente incríveis, eu concordo, mas eles também são muito perigosos. Tudo que é arredondado, numa diagramação padrão, ocupa um espaço muito maior do que as formas retas, como você pode ver na figura ao lado. Quando temos um logo arredondado, a tendência é arredondar os outros elementos (não é uma regra, mas e mais comum) então temos um grande chance de que tudo fica muito grande e que vc precise de mais espaço para transmitir as mesmas informações.

erros2 – Logotipo impossível de ser reduzido ou redesenhado – Logotipos muito complexos muitas vezes podem ser uma tragédia. Eu Já recebi logo com foto, 3D, logos com todos os tipos de bevel and emboss e drop shadows imagináveis. E já recebi esses logos pequenos demais ou scaneados precisando ser redesenhados, essa complexidade torna impossível um redesenho, porque dificilmente você consegue chegar no mesmo nível exato de gradiente, ou textura ou todos esses efeitos prontos que vc encontra por aí. Um logotipo eficiente é aquele que vc consegue desenhar com papel e caneta e ainda assim ficar identificável. Outras vezes, o logo é tão complexo e tão detalhista que quando reduzido os detalhes não são visíveis e ela perde os efeitos ou vira um grande borrão. E tenha mais cuidado ainda se você usa fontes finas elas pode desaparecer!

Concluindo

Essas são as características principais que um logotipo precisa ter para ser funcional e efetivo, mas devo dizer mais uma vez: para desenvolver um grande logotipo é preciso muita prática e experiência aliada a criatividade e entendimento do conceito da marca e do seu publico alvo.

  • Cropd
  • Eight
  • EXiT
  • Foot
  • gizzy-bear-typographic-logo-inspiration
  • Guild of Food Writers
  • Heavenly trust,
  • Horror Films
  • Jump
  • Mill
  • Motion
  • Push The Bottle
  • Piano Forest
  • Sleep Records
  • Stephenson, M.D. Foot
  • TalkMore
  • tic-toc-typographic-logo-inspiration
  • Twenty-four Seven
  • Time watch
  • Upside down productions
  • Wiesinger Music
  • ZIP
  • d67efd0276b440eac17ba0c424377e62

23 opiniões sobre “Logos e Logotipos – dicas de criação”

  1. Mariluce Carvaljo disse:

    Oi Daniele, gostei muito dos seus esclarecimentos,obrigada!
    Estou começando agora com um negócio ; gosto muito de cozinhar
    Elaborar receitas, então resolvi trabalhar com doces gourmet para
    Festa, iniciei com bolos no pote JÁ estou até vendendo e todos estão amando
    Mas não tenho um nome para minha empresa ,preciso de ajuda!

  2. Alexandre disse:

    Boa tarde, Daniele!
    Você tem exemplos de tipografias que já existiam e que ficaram famosas por uso de empresas? Ex: A tipografia do facebook já existia antes do seu lançamento?

  3. Anna Camila disse:

    Bom dia Daniele! Tenho um studio de pilates e gostaria de reformular as cores e talvez o logo do meu studio! Estava pensando nas cores lilás, branco e azul o q acho vc faz essse trab ou indicaria alguém….o studio fica em niteroi rj

  4. cenaless disse:

    Agradeço o facto de partilhar este blogue postagem com o pessoal, é mesmo aquilo que eu estava a precisar de ler agora

  5. Edineia disse:

    adorei o seu trabalho!

    eu estou precisando fazer um portifolio para a loja, we não sei como começar , teria uma opnião para mim.
    trabalho com moveis planejado de madeira e mdf.
    obrigada

  6. Marcio Raffai disse:

    Boa tarde , trabalho com artefatos em couro na area promocional , estarei entrando no mercado de carteiras , gostarei de receber algumas dicas para criar uma nova logomarca .
    hoje tenho a Galante Brindes, e o nome que gostaria de colocar nas carteiras seria
    Greggo Raffai , sobrenomes de meus familiares ok , obrigado e fico no aguardo de um retorno.

  7. maristela.c.c disse:

    oi, eu estava vasculhando algumas coisas e acabei achando teu site! ele é muito interessante! vou fazer design gráfico e tou buscando todo tipo de informação possivel p alcançar meus objetivos. Até então é assunto totalmente novo p mim ! gostei mto das tuas idéias e vou continua te visitando.

  8. Dane. disse:

    Muito bacana o seu site ;] …
    A primeira coisa a se fazer seria criar uma metodologia de trabalho a partir dai começa a coleta de dados ou briefing logo depois você faz uma seleção de dados e ai começa a pesquisar …

    mais para frente, vem os roughts e a junção dos elementos gráficos, ilustração, tipo, cor criando uma composição …

    Na minha opinião o estudo de cor é a pior parte, bom não exatamente o estudo de cor mais juntar cores para transmitir uma ideia, uma cor (separadamente) transmite uma coisa mas ao juntá-la a outra pode se passar uma ideia totalmente diferente é bem complicado

  9. Dane. disse:

    Muito bacana o seu site ;] …
    A primeira coisa a se fazer seria criar uma metodologia de trabalho a partir dai começa a coleta de dados ou briefing logo depois você faz uma seleção de dados e ai começa a pesquisar …

    mais para frente, vem os roughts e a junção dos elementos gráficos, ilustração, tipo, cor criando uma composição …

    Na minha opinião o estudo de cor é a pior parte, bom não exatamente o estudo de cor mais juntas cores para transmitir uma ideia, uma cor (separadamente) transmite uma coisa mas ao juntá-la a outra pode se passar uma ideia totalmente diferente é bem complicado

  10. Danilo Ramos disse:

    Poxa Daniele muito bom mesmo, essa postagem clareou minha mente obrigado !

  11. Angelica disse:

    Olá, Daniela vc está de parabens pelo seu blog. Sou nova nesse ramo e estou a procura de mais conhecimentos e seu blog me ajudou bastante. Ele já está nos meus favoritos.

  12. Andreza disse:

    Visitei seu site hoje por meio da minha prof° de redação tecnica gostei muito …..vc é muito boa no que faz…nota 10..

    Parabéns

  13. Robson Rafael disse:

    Acessei seu site hoje mesmo, através de pesquisas no famoso GOOGLE.

    E naveguei muito pelo seu site e… Garota você é nota 10 como webdesigner.

    Meus parabéns!

  14. Luiz Paulo disse:

    Olá Daniele!
    Muito legal seu site suas observações.
    Eu estou preecisando de um artigo sobre descaracterização de logotipos, tipo aumentos e diminuições desproporcionais, mudanças de cores aleatoriamente e coisas assim, bem como suas consequencias. Já procurei pela net e nada ainda. Se você ou alguem que ler esse post puder me ajudar, desde já meus agradecimentos.
    Parabéns pelo seu trabalho.

    Luiz Paulo
    luizpaulografweb@yahoo.com.br

  15. Angelica disse:

    Oi! Tudo bem? Nossa, pesquisando novos blogs e me deparei com o seu, tão lindo e falando no post sobre coisas que eu adoro! Eu sou formada em Marketing, e tive uma matéria que falava sobre logomarca, logotipo, briefing e mais. Muito legal mesmo! Vou continuar vindo aqui. Sucesso para você! Beijos :*

  16. Luis Paulo Barros disse:

    Caros amigos,
    Diz-se freqüentemente: a marca da Coca-Cola ou da Fiat, quando, na verdade, a intenção é a referência ao logotipo da Coca-Cola ou da Fiat. Da mesma maneira, símbolos também são chamados de marcas e também é comum se ouvir referência à marca da Volkswagen ou da Mercedes-Benz, quando a designação correta seria símbolo (…). Logos em grego quer dizer conhecimento, e também palavra. Typos quer dizer padrão e também grafia. Portanto, grafia-da-palavra ou palavra-padrão.” Ana Luiza Escorel – “O Efeito Multiplicador do Design” – Editora Senac, pág. 56

    ou seja:
    Logotipo = com tipografia
    Símbolos = com desenhos e etc

    + eu continuo dizendo só marca e pronto. (mesmo estando errado rsrsrs)

    parabéns Daniele, belo trabalho.
    fui!
    =)

  17. Lu disse:

    Interessante tudo isso. Tenho dois irmãos designers e vejo eles estudando e falando muito sobre isso, mas eu mesmo nunca tinha parado para pensar sobre se o uso correto seria logotipo ou logomarca. Valeu! =)

  18. tarsis lima disse:

    Muito bom!! Realmente criação de logotipos não é nada simples, mas pelo menos saber os conceitos que envolvem ajuda bastante!
    Tambem tava sentindo falta de seus posts!
    Parabens!

  19. Iris | IFD disse:

    Obrigada por citar meu site 😉

  20. Dani disse:

    Ótimo post e adorei os links. Já adicionei nos favoritos.

    E estava com saudades dos seus posts ^^

  21. Olá.

    Quero agradecer pelo seu artigo, pois mesmo sendo a visão superficial de um Web Designer (como você mesmo disse), já é o suficiente pra me encaminhar na criação e defesa da identidade visual da empresa-cliente do meu projeto final.
    Engraçado que eu estava procurando isso há pouco, e quando entrei no meu Google Reader, lá estava o seu post, brilhando… =D

    Só tenho a agradecer, principalmente pelas fontes (o site design gráfico) e os links sugeridos no final do post.

    Tati

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *