Daniele V Silva - Webdesigner, desenvolvedor front-end, programador de interfaces, Gerente de projetos web, consultora e freelancer

via Instagram http://ift.tt/1OyPOZY

Gradientes e Degradês

Publicado em , por , na categoria Elementos e técnicas, Webdesign

Até pouco tempo atrás eu analisava gradientes como uma decisão arbitraria, era apenas mais um elemento que poderia ser adicionado e trabalhado seguindo um conceito pré-estabelecido. Nesse momento, com todos os trabalhos que venho observando, percebi que muitos projetos têm sua base e conceito nos efeitos gradientes então passei a considerá-los como um conceito de design.

Mais cuidado: essa é uma daquelas tendências facilmente abusada e exagerada, como sempre é preciso muito bom-senso para conseguir um bom resultado.

Eu acredito que nenhuma técnica deve ser julgada como simples ou fácil de ser aplicada, pois deve ser analisada em conjunto com as complexidades de cada projeto principalmente a distribuição do conteúdo e a navegação. Cada detalhe deve ser pensado e completamente planejado, e se os gradientes ajudarem a alcançar seu objetivo então é a coisa certa a fazer.

Gradientes e o conceito Web 2.0

Eu acho que não preciso explicar o que é a web 2.0, pois alguns colegas já o fizeram muito bem aqui e aqui tbm. Vamos falar apenas dos gradientes.

Nos últimos anos, devido a grande quantidade de informação que tem estado disponível tanto na web quanto na tv, jornais e revista, a preocupação com a qualidade de vida tem aumentado muito, pois mais pessoas tem tido oportunidade de conhecer vantagens e desvantagens da ciência na alimentação, cuidados pessoais etc. A essa relação de ciência e qualidade de vida foi dado o nome de Technonature.

E o que isso tem em comum com a web?

Bom, vocês já repararam como é comum os gradientes de azul e/ou verde na web 2.0? Pois é, esses tons são a marca do movimento technonature, por estarem ligados à tecnologia e a natureza respectivamente. Vou explicar de uma forma mais fácil: Technonature nada mais é do que a tecnologia em prol da qualidade de vida, e de certa forma é isso que significa também o conceito web 2.0, é usar da tecnologia para desenvolver serviços que facilitem vida do usuário. Acredito que por esse motivo ambos os movimentos têm tanto em comum. Veja alguns exemplos:

netvibesNetvibes: desktop on-line que permite um alto nível de personalização, nele é possível alterar o título da página, adicionar, mover, remover conteúdos dos mais variados.
cocommentCocoments: Salva todos os comentários que fazemos, em diferentes blogs, num mesmo espaço. Isso possibilita taguear, rever, acompanhar e lembrar onde comentamos

Gradiente, a moda é juventude

Eu trabalho com webdesign exclusivamente no segmento da moda, por esse motivo, sempre acabo entrando nesse assunto de alguma forma, vamos lá:

O gradiente é a tendência do ano de 2007 no que diz respeito a marketing de moda, porque gradiente é juventude, e ser jovem está na moda.

Ele simula reflexos, luzes e movimento de um jeito sem igual.

Quem tem tv a cabo e assiste o canal Sony deve ter percebido isso na campanha “Sony 10 anos na Moda” O gradiente estava presente em quase todas produções.

A Sony é juventude, o publico da Sony é o publico que se preocupa com moda, que é louco por seriados de TV e respira musica. Quem quer atingir esse publico deve, por obrigação, acompanhar a publicidade desse canal, pois ele dita boa parte das tendências entre os jovens. Coca-ColaÉ algo como: “passou na Sony, virou moda”. Acompanhe a forma atraente como são desenvolvidas as chamadas para a programação da TV, bem como publicidade de grandes marcas e verá que o gradiente está presente em todas elas, do o street ao sofisticado.
O site da Gucci é um exemplo de que a juventude do gradiente não depende cores vivas e gritantes, as cores acromáticas e neutras trazem sofisticação.
KnorrAgora uma prova de que gradientes realmente são juventude. Imagine se você fosse o webdesigner do site da Knorr, aquela que faz caldo de carne em tabletes e outros temperos. Que cores usaria? Que conceito adotaria na criação? Um distressed? Um retrô? Acho que não faria muito sentido, já que, segundo meu ponto de vista, o publico alvo é a dona de casa… Pois bem, eles usaram Gadiente…. Veja e tire suas proprias cunclusões… Eu achei lindo.. Mas… sou uma péssima dona de casa….

Bem, deixa isso pra lá e vamos aos exemplos

Exemplos de sites

  • netvibes
  • cocomment
  • Coca-Cola
  • malhacao
  • Knorr
  • vrmenswear
  • luxluxo
  • Doriana
  • smoutdoor
  • nuancelingerie
  • intabill
  • dunwoodie-architectureanddesign

Exemplos de Uso

5 opiniões sobre “Gradientes e Degradês”

  1. nathalia disse:

    parabens pelo site, peguei vários tutoriais aqui e eles têm me rendido bastante! obrigada e sucesso pra ti! :*

  2. This particular site is quite awesome, keep posting great info.

  3. Daniel disse:

    muito legal sua página…. já gostei do gatinho qu evc segura.. tb tenho uns 5 aqui…. lido com informática e sua página me esclareceu algumas coisas

    valeu

  4. Regiane Musa disse:

    Muito inteligente e interessante o seu blog!
    Parabéns

  5. Angélica disse:

    Adoro gradientes, uso muito eles em alguns dos meus trabalhos. Acho que dá um toque diferente. Gostei muito aqui do su blog, vou gardar direitinho o seu link pra voltar mais vezes e ficar por dentro de tudo que rola por aqui. Parabéns!

    Bjusss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *