Daniele V Silva - Webdesigner, desenvolvedor front-end, programador de interfaces, Gerente de projetos web, consultora e freelancer

Untitled – Nashville

Arabescos – Elementos ornamentais

Publicado em , por , na categoria atualizados, Elementos e técnicas, Webdesign

Elementos ornamentais, também chamados de arabescos, vêm sendo usados desde a idade média por tipógrafos e ferreiros, decorando desde de bancos públicos a convites de casamento, e agora, como não poderia deixar de ser, websites.

São elementos belos e realmente podem enriquecer um trabalho quando usado sem exageros. Em alguns casos o projeto pode ser completamente baseado nessas estruturas de contornos florais, linhas onduladas e formas geométricas. Em outros o uso é mais sutil, apenas como elemento decorativo adicionando um toque de sofisticação à página.

Um dos melhores jeitos de decidir quando e como usar ornamentos é realmente experimentando. Isso naturalmente desafia o tempo de desenvolvimento, mas os resultados finais pode ser realmente impressionantes.

Em alguns casos, como era de se esperar, esses elementos são usados para reforçar um conceito como é o caso do Resist to day que usa ornamentos para remeter o visitante à uma espécie de “idade do ferro”.

Elementos ornamentais são o tipo de coisa que vira-e-mexe volta a  moda, mas que nunca é descartado completamente. Essa arte sempre foi bela, e sempre terá lugar garantido nas artes visuais.

O que eu considero realmente surpreendente é quando o designer consegue usá-los em formas suaves e modernas. Isso prova que esse estilo não é belo somente quando aplicado em um fundo vitoriano, mórbido e umbral. Arabescos podem ser  elementos modernos e elegantes.

Um ótimo exemplo disso é Tub atomic. O site poderia facilmente ter caído no básico, mas usando bem os elementos ornamentais o layout ganhou um diferencial. E a forma como fizeram isso é muito exclusiva. Principalmente pelo uso da cor preta no fundo evitando as conotações de marrom tão usuais nesses modelos. E o logo da agência ajuda conferindo um ar moderno “quase pixel”.

Um outro site muito interessante é o Brain food. Ele transmite alegria. Nesse caso dois elementos dão claramente ao projeto uma sensação de frescor: a paleta de cores e e o ar de modernidade que este site tem. É um daqueles que eu gostaria de ter feito.

Tecnicamente…

ArabescosExistem dois tipos de arte arabesca. No primeiro modo, cada repetição de forma geométrica tem um simbolismo atribuído. Por exemplo, o quadrado, com seus quatro lados iguais, é símbolo dos elementos igualmente importantes de natureza: terra, ar, fogo e água. Sem qualquer um dos quatro, o mundo físico, representado por um círculo que envolve o quadrado, cairia sobre si e deixaria de existir. Esse estilo tem sua origem nas crenças islâmicas conforme explico mais abaixo.

ArabescoO segundo modo é baseado na natureza fluente de formas de plantas, folhagens e curvas. Este modo lembra a natureza feminina de dar vida. Surgiu basicamente na Europa, de um processo de distorção do formato original.

Alguns estudiosos acreditam que exista ainda um terceiro tipo: a caligrafia Arábica. Isso porque essa escrita, em sua essência e forma é uma expressão visível da arte mais elevada de todas: a arte da Palavra.

No Islamismo

Esse conjunto de formas, também conhecido como “moresque”, é usado geralmente  para decorar paredes de mesquitas. É, originalmente, uma aplicação elaborada e harmoniosa da repetição de formas geométricas e folhagens.

constituem um padrão infinito que se estende além do mundo material visível. Para muitos simboliza o infinito sem centro e, conseqüentemente, a natureza da criação do Deus Allah. Além disso a arte islâmica do arabesco inspirou  a iconografia da arte cristã. Aos Muçulmanos, o Arabesco é simbólico de sua fé unida e a forma que culturas Islâmicas tradicionais vêem o mundo.

O arabesco é antes de tudo misticismo, ciência e deve ser matematicamente preciso. Acredita-se que todas as formas de arabesco são criações divinas e que o homem pode ocasionalmente descobri-las, mas essas formas existiram sempre como parte da criação de Deus.

No Ocidente

A arte arabesca é basicamente uma série de formas repetidas que ocasionalmente são acompanhas de caligrafia.

Apesar da presença muçulmana na Espanha, o termo “arabesco” se introduziu no Oriente graças as relações comerciais entre Veneza e o Oriente Médio durante o Renascimento.

Os primeiros vestígios dessa arte na Europa datam de 1308 em quadros de Duccio, em Sienna, porém só se difundiu realmente no séc. XV através do trabalho dos Venezianos Cima da Conegliano (1460-1465), Vittore Carpaccio (1525-1526) e Palma Vecchio. A partir desse período encontramos arabescos em ilustrações aplicadas sobre encadernações, também sobre louça, bordados em toalhas e decorando objetos de metal.

Arabescos também foram utilizados na França em livros destinados ao Rei Louis XII (1510) e o primeiro livro inteiramente decorado com arabescos é do florentino Francesco Pellegrino (1530), sendo depois aplicados por editores de Lião e Paris.

Em seguida, na Alemanha e na Inglaterra, foram publicados livros de modelos de arabescos em parte copiados dos elementos italianos.

No séc XVIII uma confusão se instala por causa de formas grotescas, baseadas em formas humanas e de animais que não eram permitidas no original baseado no Islamismo, e isso desviou um pouco o uso da palavra arabesco, assim, em alguns livros, desenhos de alunos de Raphael são descritos como arabescos.

Nos sécs. XIX e XX, o nome arabesco passou a ser usado para determinar todo e qualquer jogo de linhas e é recomendado o uso da palavra “moresque” quando se fizer alusão à arte dos padrões de origem islâmica.

Finalizando

Tenho certeza que vocês considerarão os exemplos a seguir realmente adoráveis e de muito bom gosto, pois é isso que os arabescos sugerem, são elementos ricos em história e significado.

Exemplos de sites

Downloads de fontes Arabescas

  • Fonte
  • Fonte
  • Fonte
  • Fonte
  • Fonte
  • Fonte
  • Fonte
  • Fonte
  • Fonte

Exemplos de Uso

  • Uma boa tipografia na web é algo que realmente me impressiona, porque é tão fácil escolher a fonte errada. Eu propriamente acho que nunca fui muito bem sucedida na realização de um projeto baseado em fontes.

    Com milhões de combinações possíveis, nós designers acabamos desistindo antes mesmo de começar. No entanto, temos que agradecer a perseverança de alguns de nossos colegas, que por não desistirem acabaram criando as maravilhas que serão listadas no final desse artigo.

    Apesar do meu gosto pela analise mais profunda da tipografia, esse artigo tratará apenas da tipografia como elemento fundamental do design: títulos, manchetes e áreas de destaque, etc. Pretendo publicar brevemente algum material sobre “legibilidade na web”.

    A tipografia tem tudo para ser a parte mais elegante de um projeto.

    Os resultados finais, normalmente, são o que chamamos de clean: elegantes e legíveis.

    A boa escolha da tipografia pode reduzir consideravelmente a necessidade de fotos e ilustrações, porem, como eu falei no artigo sobre “Estilo retrô”, somando uma boa família de fontes a esses elementos o projeto pode ficar muito mais interessante.

    É importante lembrar que cada sistema operacional possui a sua família tipográfica e que, caso você utilize uma fonte que não existe no computador do usuário, ela será substituída por outra previamente definida ou pela fonte padrão do sistema.

    Apesar das fontes existentes no Internet Explorer serem muito parecidas com as fontes do Mac, é preciso lembrar que existem outros sistemas operacionais e que é necessário garantir que o conteúdo terá o mesmo aspecto (ou o mais parecido possível) em todos eles. No caso do linux, por exemplo, o número de fontes instaladas varia de versão pra versão.

    Para trabalhar com fontes alternativas, a melhor solução, na minha opinião é através da técnica “Image Replacement“. Para quem ainda não conhece, trata-se de substituir texto por imagem usando apenas css, assim é possível utilizar qualquer fonte sem a preocupação se ela será exibida corretamente, pois imagens são sempre imagens. Dessa forma ganhamos em compatibilidade!

    Veja no “Pinceladas da Web“a técnica mais comum para trabalhar com substituição de textos por imagens, ou então, faça uma comparação entre os principais métodos conhecidos no “Mezzoblue” (em inglês).

    Tudo depende do contexto. Uma mesma fonte pode apresentar diversos aspectos bastando apenas mudar a cor do fundo, adicionar uma borda ou uma imagem…Veja alguns exemplos se pode fazer:

    Exemplo 1 – Fonte Sofia Script

    Fonte – Sofia Script – Fonte manuscrita e sem acentuação. Perfeita para estilos arrojados, pode ser moderna ou retrô dependendo somente de como vem acompanhada.

    Fonte - Sofia ScriptUm pouco mais modernaEstilo Retrô

    Exemplo 2 – Fonte Logomotive

    Uma fonte básica desenvolvida por um designer gráfico Acentuada, com maiúsculas, minúsculas, pontuação e números.

    Logomotive Logomotive Logomotive

    Mais uma vez eu digo: procure sempre a compatibilidade na maioria das plataformas possíveis, dispensando a necessidade de instalação de programas, plugins ou acessórios para o funcionamento do site.

    Visitar
  • De todas as cores, o azul talvez seja uma das mais seguras para se usar em um Web site. Podemos aplicá-la a quase todo o assunto, simplesmente porque o azul é uma das cores mais admiradas pelas pessoas. Pode ser forte e firme ou suave e amigável. Nunca ouvi falar de alguém que não admira ao menos uma tonalidade de azul.

    A Técnica

    É excencialmente uma cor fria. Mas a medida que acrescentamos sombra ao azul, ele se torna mais quente, sendo assim quanto mais escuro o azul, mais calor ele transmite podendo até deixar de ser uma cor fria.

    Uma vantagem em se usar o azul é que praticamente não existem distúrbios de visão relacionados a ela, apenas os problemas mais sérios afetam a identificação dessa cor. O azul é azul pra praticamente todo mundo.

    Se o contexto cultural e temático é favorável, o azul é uma excelente cor de fundo, já que contribui par a tornar as linhas de rasterização mais difusas.

    A natureza do azul

    É a cor do céu e isso é universal, em qualquer contexto cultural ou linguagem o azul está diretamente relacionado ao celestial. O efeito frio e tranquilo do azul causa a impressão de fazer o tempo passar mais rapidamente e pode ajudar a dormir, por isso é uma boa cor para pintar paredes em quartos e áreas de relaxamento. No entanto, excesso do azul pode deixar uma impressão de umidade e isso causaria desconforto.

    Azul transmite confiança e seriedade sem ser sombrio ou sinistro. A maior prova disso é o fato dele ser quase padrão nos ternos de executivos nas grandes corporações e também em carros e uniformes da polícia. Quando em tons mais escuros é associado a inteligência, a experiência, a estabilidade e ao conservadorismo.

    Um fundo em azul bem vivo ou azul-celeste transmite riqueza e algumas vezes um toque de superioridade.

    Da mesma forma que ao vermelho atribuímos o extremo das emoções fortes, o azul representa o extremo dos sentimentos leves.

    Cultura

    Em muitas culturas o azul tem significados religiosos, está relacionado a paz e pureza e algumas vezes é atribuída a ele a capacidade de afastar maus espíritos. No Irã, o azul é a cor de luto e em outros países árabes é a cor da tradição nupcial representando o amor.

    Combinações

    Paleta 01 e 02Combinações de azul e verde remetem a qualidade de vida, estão diretamente relacionadas a saúde e a natureza. São as cores dos spas, das farmácias homeopáticas, das empresas que valorizam o desenvolvimento sustentável. São as cores da moda. Adicione um pouco de cinza e você terá ecologia com um toque de sofisticação. Combinando o azul celeste com tons claros de marrom ou bege também conseguimos uma paleta com conotações de natureza.

    Paleta 03 - 04Utilize o azul para esfriar uma paleta quente com tons de vermelho ou laranja. Mas essa combinação e perigosa, pode ficar escura e causar sensações estranhas. Lembro também que o uso de alguns tons de vermelho ao lado do azul pode causar efeitos de ilusão de optica deixando uma “faixa cinza” entre as duas cores. Use contrastes de azul e amarelo para atrair a atenção, mas cuidado pois também pode se tornar gritante e consequentemente cansativo.

    Paleta 05 e 06A combinação do azul com branco é extremamente refrescante principalmente o azul marinho, é a combinação náutica. É uma combinação intyeressante para projetos mais cleans, leves ou minimalistas e também pode ficar ótimo adicionar alguns elementos em vermelho escuro para dar destaque e aquecer um pouco a paleta, principalmente linhas e titulos. Sugiro o azul escuro com toques de prata para uma aparência elegante e rica.

    Paleta 07 e 08Embora o azul seja diretamente relacionado ao inverno, pode ser relacionado também a primavera, quando usado em tons pasteis junto com cor-de-rosa ou amarelos pálidos. Gradientes sutís de azul trazem um pouco de sofisticação sem perder o conservadorismo, e isso fica mais evidente se adicionamos o bege e outras cores neutras e claras.

    Mais paletas em: Colourlovers

    Um pouco da história

    Até o inicio da idade média, a cor azul foi considerada nobre devido a dificuldade de se conseguir pigmentos dessa cor. O vermelho, o preto e o branco eram as cores mais fáceis de serem fabricadas e por isso mais baratas, sendo assim pigmentações azuis ficavam restritas a uma pequena parte da nobreza.Os egípcios, no entanto, já utilizavam o azul como pigmento mais de 5 mil anos antes. Ele era extraído de uma pedra semipreciosa o lápis-lazúli.

    No sec.VI a técnica egípcia de chegou a Europa, mas a pedra chegava a custar mais do que o ouro. Com a descoberta do caminho para as Índias no final do séc. XV, o pigmento conhecido como Indigo indiano passou a ser muito utilizado na Europa, mas foi proibido sob pena de morte para tentar preservar o tom produzido com a pedra, muito mais rentável, logicamente.

    Em 1704 foi descoberto um pigmento na Alemanha, numa experiência com oxidação de ferro. Custava um décimo do preço da tinta feita a partir do lápis-lazúli e fez sucesso entre os pintores da época. Logo a indústria química evoluiu e possibilitou o desenvolvimento de centenas de outros pigmentos mais baratos, o que foi crucial para o surgimento do impressionismo, no séc, 19, com Monet, por exemplo que valorizava muito a cor, mas como os pigmentos da época ainda não possuíam grande resistência, muitos trabalhos da época sofreram descoloração.

    Conotações do azul

    Patriotismo, estabilidade, poder, credibilidade, conservadorismo, á;gua, frieza, divertimento, frio, derrota, problema, luz firme, forte tranqüila, confiante amigável, inteligência incorporada, unidade, depressão, riqueza, superioridade, harmonia, acadêmica, nobre, fiel, leal sincero, limpeza, tecnologia.

    Visitar
  • Elementos ornamentais, também chamados de arabescos, vêm sendo usados desde a idade média por tipógrafos e ferreiros, decorando desde de bancos públicos a convites de casamento, e agora, como não poderia deixar de ser, websites.

    São elementos belos e realmente podem enriquecer um trabalho quando usado sem exageros. Em alguns casos o projeto pode ser completamente baseado nessas estruturas de contornos florais, linhas onduladas e formas geométricas. Em outros o uso é mais sutil, apenas como elemento decorativo adicionando um toque de sofisticação à página.

    Um dos melhores jeitos de decidir quando e como usar ornamentos é realmente experimentando. Isso naturalmente desafia o tempo de desenvolvimento, mas os resultados finais pode ser realmente impressionantes.

    Em alguns casos, como era de se esperar, esses elementos são usados para reforçar um conceito como é o caso do Resist to day que usa ornamentos para remeter o visitante à uma espécie de “idade do ferro”.

    Elementos ornamentais são o tipo de coisa que vira-e-mexe volta a  moda, mas que nunca é descartado completamente. Essa arte sempre foi bela, e sempre terá lugar garantido nas artes visuais.

    O que eu considero realmente surpreendente é quando o designer consegue usá-los em formas suaves e modernas. Isso prova que esse estilo não é belo somente quando aplicado em um fundo vitoriano, mórbido e umbral. Arabescos podem ser  elementos modernos e elegantes.

    Um ótimo exemplo disso é Tub atomic. O site poderia facilmente ter caído no básico, mas usando bem os elementos ornamentais o layout ganhou um diferencial. E a forma como fizeram isso é muito exclusiva. Principalmente pelo uso da cor preta no fundo evitando as conotações de marrom tão usuais nesses modelos. E o logo da agência ajuda conferindo um ar moderno “quase pixel”.

    Um outro site muito interessante é o Brain food. Ele transmite alegria. Nesse caso dois elementos dão claramente ao projeto uma sensação de frescor: a paleta de cores e e o ar de modernidade que este site tem. É um daqueles que eu gostaria de ter feito.

    Tecnicamente…

    ArabescosExistem dois tipos de arte arabesca. No primeiro modo, cada repetição de forma geométrica tem um simbolismo atribuído. Por exemplo, o quadrado, com seus quatro lados iguais, é símbolo dos elementos igualmente importantes de natureza: terra, ar, fogo e água. Sem qualquer um dos quatro, o mundo físico, representado por um círculo que envolve o quadrado, cairia sobre si e deixaria de existir. Esse estilo tem sua origem nas crenças islâmicas conforme explico mais abaixo.

    ArabescoO segundo modo é baseado na natureza fluente de formas de plantas, folhagens e curvas. Este modo lembra a natureza feminina de dar vida. Surgiu basicamente na Europa, de um processo de distorção do formato original.

    Alguns estudiosos acreditam que exista ainda um terceiro tipo: a caligrafia Arábica. Isso porque essa escrita, em sua essência e forma é uma expressão visível da arte mais elevada de todas: a arte da Palavra.

    No Islamismo

    Esse conjunto de formas, também conhecido como “moresque”, é usado geralmente  para decorar paredes de mesquitas. É, originalmente, uma aplicação elaborada e harmoniosa da repetição de formas geométricas e folhagens.

    constituem um padrão infinito que se estende além do mundo material visível. Para muitos simboliza o infinito sem centro e, conseqüentemente, a natureza da criação do Deus Allah. Além disso a arte islâmica do arabesco inspirou  a iconografia da arte cristã. Aos Muçulmanos, o Arabesco é simbólico de sua fé unida e a forma que culturas Islâmicas tradicionais vêem o mundo.

    O arabesco é antes de tudo misticismo, ciência e deve ser matematicamente preciso. Acredita-se que todas as formas de arabesco são criações divinas e que o homem pode ocasionalmente descobri-las, mas essas formas existiram sempre como parte da criação de Deus.

    No Ocidente

    A arte arabesca é basicamente uma série de formas repetidas que ocasionalmente são acompanhas de caligrafia.

    Apesar da presença muçulmana na Espanha, o termo “arabesco” se introduziu no Oriente graças as relações comerciais entre Veneza e o Oriente Médio durante o Renascimento.

    Os primeiros vestígios dessa arte na Europa datam de 1308 em quadros de Duccio, em Sienna, porém só se difundiu realmente no séc. XV através do trabalho dos Venezianos Cima da Conegliano (1460-1465), Vittore Carpaccio (1525-1526) e Palma Vecchio. A partir desse período encontramos arabescos em ilustrações aplicadas sobre encadernações, também sobre louça, bordados em toalhas e decorando objetos de metal.

    Arabescos também foram utilizados na França em livros destinados ao Rei Louis XII (1510) e o primeiro livro inteiramente decorado com arabescos é do florentino Francesco Pellegrino (1530), sendo depois aplicados por editores de Lião e Paris.

    Em seguida, na Alemanha e na Inglaterra, foram publicados livros de modelos de arabescos em parte copiados dos elementos italianos.

    No séc XVIII uma confusão se instala por causa de formas grotescas, baseadas em formas humanas e de animais que não eram permitidas no original baseado no Islamismo, e isso desviou um pouco o uso da palavra arabesco, assim, em alguns livros, desenhos de alunos de Raphael são descritos como arabescos.

    Nos sécs. XIX e XX, o nome arabesco passou a ser usado para determinar todo e qualquer jogo de linhas e é recomendado o uso da palavra “moresque” quando se fizer alusão à arte dos padrões de origem islâmica.

    Finalizando

    Tenho certeza que vocês considerarão os exemplos a seguir realmente adoráveis e de muito bom gosto, pois é isso que os arabescos sugerem, são elementos ricos em história e significado.

    Exemplos de sites

    Downloads de fontes Arabescas

    • Fonte
    • Fonte
    • Fonte
    • Fonte
    • Fonte
    • Fonte
    • Fonte
    • Fonte
    • Fonte
    Visitar
  • O Preto absorve todas as cores. Ele cria barreiras de proteção, uma vez que absorve toda a energia que vem em sua direcção e cobre a personalidade.

    Positivamente, comunica clareza absoluta, sofisticação e excelência. Cria uma percepção de peso e de seriedade.

    Negativamente, o preto é essencialmente uma ausência de luz e pode, por isso, ser assustador.

    Para a Psicologia, o preto é a cor que expressa a ausência de consciência, o aprofundamento na obscuridade.

    Essa é a cor usada por homens de negócio, policiais e padres para refletir poder e autoridade.
    É realmente uma cor muito forte. Pode-se perceber isso claramente nas miniaturas no final desse artigo.
    É quase tão poderoso quanto o vermelho, mas de uma maneira diferente. O preto destaca a importância e relevância de uma informação enquanto que o vermelho é indicado para realçar uma área irrelevante, mas que necessite de destaque, como publicidade, por exemplo.

    Em impressão não é uma ideia muito esperta usá-lo como fundo , mas em web, como não nos preocupamos com o desperdício de tinta a única restrição é quanto a facilidade da leitura, é preciso ter muito cuidado quando se escolhe o preto como fundo, pois letras brancas em fundo preto se tornam cansativas se o texto for longo.

    Conotações do preto

    mal, segredo, poder, força, morte, sofisticação, desenhista, formal, conservador, sério, misterioso, sexy, rebelião, elegante, noite, ilegal, mau, intensidade, maduro, avançado, chic, e trendy.

    Visitar

57 Responses to “Arabescos – Elementos ornamentais”

  1. Dani Danczuk says:

    Nossa eu nem sabia disso e muito menos que meu atual layout tinha algo a ver com isso… rs
    Obrigada pela indicação ;D
    Beijos =*

  2. Camilo says:

    Obrigado pelo ótimo texto. (E de graça!)

    O post veio em ótima hora, era uma das coisas que eu estava esquecendo. Talvez use no meu portfólio, que deve estar online em pouco tempo.

    E quanta referência você tem hein!

  3. Eder says:

    Oi minha querida, tudo bem?!

    Muito bom o texto. Sempre gostei de usar esses “Arabescos” para trabalhos mais particulares. Sempre tem uns bem legais como brush do Photoshop.

    Excelente artigo!

  4. Guga says:

    Show. Parabéns pelo blog. Visual e conteúdo. Já está nos favoritos e, em breve no meu blog. Abraço e sucesso.

  5. Obrigado por citar meus site como referencia no seu artigo..

    abraços.

  6. Emi says:

    Eu mandei um e-mail pro endereço que encontrei na página de contato, um do gmail. É esse que você usa mesmo, né?

    Gostei da indicação pros downloads!

  7. Obrigada pelos elogios pessoal, fico feliz que estejam gostando dos artigos.
    Obrigada pelos links, pelas referências e ao pessoal que citei aqui como exemplo, parabéns pois o trabalho de vcs é ótimo

    Abraços

    • Priya says:

      Posted on Thanks so much for this post. As a writer, my naruatl inclination is to stay in my cave and write my books. Marketing is hard for me, but your tips are things that I can do!Katherine KaneTraining The City Dog(available on Amazon)

  8. Olá Daniele, primeiro parabéns por tudo aqui! Um dos sites + completos que já fui, encontrei quase tudo que queria!! Ainda estou fazendo curso de Webdesgn, mas estava querendo montar um site pessoal e outro para um projeto que vou fazer com uns amigos, e gostei sobre o One Page site, queria uma coisa bem simples !! Bem acho que já falei muito, vou voltar quando puder! Parabéns! bjús!

  9. Li Garone says:

    Menina, amei teu post! Eu estava mesmo precisando de uns conhecimentos a mais sobre os arabescos. Talvez eu não os utilize na Web, mas sim em meus artesanatos… ^^ Thanks!

    =***

  10. Danilo says:

    Oi dani Otimo artigo..Gostei muito, espero que continue sempre assim escrevendo artigos de qualidade.Parabéns!
    Bjs ate +…

  11. viviane says:

    Eu adorei seu blog, e gostaria de te pedir um favor!

    Estou precisando de umas fotos de arabescos, vc pode entrar em contato comigo no meu e-mail e me dizer onde eu posso achar.
    Já procurei por toda net e nao encontro.

    obrigada!

  12. Roberta Maia says:

    Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii amei!!!! Obrigada e parabéns menina!!!! Bjossss e muito sucesso!!!

  13. Marta says:

    Gostei dddd+++ do seu Blog – linnnnnnnnnnnnndddddooooo
    Você conhece um site onde tem mais arabescos?

    Muito obrigada
    Bjs
    Marta

  14. Ricardo S Costa says:

    Estou iniciando na area de webdesign! e estou feliz de ter encontrado otimas informacoes Grudei o seu RSS no browser e vou indicar o blog para meus amigos ! Obrigado Dani!!! Deus te abencoe muito mais!!!

  15. fabio giusmar says:

    sua materia é muito didatica e bem informativa a inernete necessita de mais pessoas como voce
    parabens

  16. Show de bola!
    Adicionei nos favoritos! hehe tem um amigo que usa muito essa técnica de arabesco, muito legal! É algo que não sei fazer e gostaria de aprender para utilizar em meus trabalhos! Sabe alguma técnica bacana para se aprender!?
    Valeu

  17. danwood says:

    Obrigado pelas fontes…

  18. gisely cristina da silva says:

    Amei, tenho uma empresa de jóias e assim que ela se expandir um pouco mais, gostaria de tê-la na nossa equipe de design.
    Abraços

  19. André Itirê Takano says:

    muito obrigado pelas fontes arabescas!

    muito bom link!

  20. Olá Daniele, tudo bom?
    Estive fazendo uma pesquisa sobre arabescos para um job, e achei seu site, fiquei surpreso quando você deu meu site como um dos exemplos de sites com arabescos =)
    Parabéns pelo trabalho, está sensacional.

    Abracos!

  21. philippe israel. says:

    ja estudo ornamentos a 8 meses ,cada descoberta é muito interessante ,pretendo não parar ..
    moro em são luis do maranhão..
    aqui tem ornamento antigo ,até demais..
    por isso to piando em ornametos..
    adorei..

  22. Olá realmente muito bom o post, acho muito importante essa concepção artistica sobre arabescos, e dia após dia descubro muito sobre essa técnca de tipologia.

    enfim parabéns.

    André Coimbra

  23. Lérida says:

    Olá Danila, gostei muito das informações sobre esta arte, trabalho com artesanato manual e sempre uso esta técnica para ornamentar o s convites e trabalhos que faço.Visitando agora seu site e obtentdo mais informações com certeza os meus trabalhos ficarão mais enriquecidos. Obrigada

  24. Amanda Laurindo Monteiro says:

    Olá sou amanda e tenho 10 anos e o meu sonho é ser modelo um dia …desde quando eu eu tinha 5 anos eu falava para a minha mae que eu queria ser modelo ,so que ela pensava que era bricadeira e hoje ela acredita que eu quero ser modelo pra vale e ser muito famoza….

  25. Daniel Garcia says:

    ola Daniele.
    Nao me pergunte como cheguei aqui pq nao lembro, mas cheguei rsrs .. Eu tb amo desing e curto mto os tais arabescos que do dia para a noite viraram febre em tudo que é midia. Dei uma lida e vi que tem um link pro site Shutterstock, onde diz que tem zilhoes de frees la. Pois o espertão aqui nao conseguir baixar nenhuma, vc sabe como fazer essa proeza? rsrs
    valeu!

  26. Juliana Fonseca says:

    Sou fissurada em arabescos, adorei o toque histórico, as diversas formas de aplicação e é claro as fontes, muito bom mesmo!
    Ah!, só por curiosidade, existe uma banda chamada HIM, que utiliza muito o arabesco como arte de album e clipe e funciona até como um tipo de marca da banda, muito bom!

  27. Tainah says:

    Um máximo seu site, adorei todas as informações, o uso das cores, o lay out todo, lindo!
    Parabéns!!

  28. NILO says:

    GOSTARIA DE SABER SE EXISTE ALGUM LIVRO OU ALGUMA CRIAÇÃO DE ALGUÉM COM VARIOS TIPOS DE ARABESCOS.
    BEIJOS, NILO.

  29. Esta precisando muito destas fontes em arabesco…. Obrigadão…
    O arabesco dão um toque delicado de requinte em qualquer arte que se eh aplicado.
    Pessoalmente gosto dos arabescos baseados na natureza.
    Parabéns pelo Site.

  30. Paulo says:

    *Estava… RSS

  31. Aghata says:

    adorei seu blog . me ajudou muito . obrigada

  32. Andre says:

    rapais

  33. [...] peça de algodão que forra as paredes exibe delicados arabescos. Emendado por uma costura discreta, o tecido de estampa marcante foi aplicado sobre uma espuma e [...]

  34. Jordem Di Giovanni says:

    Parabéns pela matéria Daniele! Ficou bem legal mesmo, informativa, visualmente muito agradável e o texto bem elaborado!

    =]

  35. Marquito says:

    Muito boa esta página do seu site. Já está no meu favoritos. Voltarei mais vezes.

  36. Celly says:

    Oi Daniele !
    Adorei tudo por aqui , dicas preciosas e parabéns pelo trabalho !
    Eu gostaria de saber sobre as fontes, o uso comercial é livre ?
    Muito obrigada !
    Celly

  37. Tiago Moura says:

    Ótimos artigos, dicas inteligentes, site bonito, tudo de bom!

    Sucesso e continue assim.

    http://tiagomoura-design.blogspot.com

  38. Bela contribuição Daniele!! É dessa internet que eu gosto!
    Obrigada por compartilhar seus conhecimentos.
    Aproveito para te avisar que estarei postando um trecho do seu texto num álbum do meu perfil do Orku que trata de compartilhamento de saberes. A indicação do seu site como fonte sobre este assunto partiu de uma amiga do Orkut,tudo bem?
    Um abraço!

  39. Bruno says:

    Olá Daniele,

    Muito bom o teu blog, gostei muito da forma como escreves. Parabésn, ganhaste um fan :)

    continua

    Bruno

  40. bel says:

    amei tudo isso beijos

  41. Lucas says:

    perfeitoooo , nuuuss, faço Curso de Design, e tipo tava com dúvida no que por na camisa,você pode me ajudar por favor? acho que esses seus desenhos ficariam perfeitos em uma camisa do meu curso,obrigado.

  42. Aroch says:

    olá daniele, amei tudo q vi por aqui,
    gostaria de saber se existe alguma técnica pra desenhar arabescos em corelDraw.. estou tentando mas nenhum resultado razoavel.. se vc puder me ajudar..
    Abraços

  43. Roberta Trajano says:

    Olá
    Gosteis muito do seu blog, a proposta é ótima e você escreve muito bem.
    Vim parar nele por conta de uma pesquisa sobre os arabescos,além de ornamentar tudo que você citou ele tem sido utilizado para fazer tatuagens e foi esse o motivo da minha pesquisa. :-)
    abraço

  44. Altanair says:

    Bom gostei muito. fiz um trabalho com o grafite ligado aos arabescos..gostei muito do Blog, bem interessante falando um pouco da arte do ocidente..
    abraço.

  45. Joao Henrique says:

    Muito boa explicaçao mas voce nao sabe onde se encontra um tutorial de como fazer arebescos

  46. ildomar viana roloff says:

    olá daniele!
    gostei do teu site, muito bonito.

    sou viana também. não é comum com apenas um ‘N’ por isso sempre pergunto rsrsrsrs
    tua família é gaúcha mesmo a nível dos avós?
    minha família é do RG a mais de um século.

    abraço
    #ildo

  47. Lola Rodrigues says:

    Cara, ajudou muito, não estava conseguindo fazê-los no Corel… até dá, mais seria um trabalho do cão!!! Obrigadaaaaaa!

    ;D

  48. Thaynara Pinheiro says:

    Menina, vc é um gênio. Estava sem noção de como montar um portfólio. Achei teu blog por acaso, li uns posts muitos bons aqui. Obrigada…tô cheia de ideias.

  49. Cibele says:

    Adorei seu artigo… Parabéns! Muito esclarecerdor. Abraço, Cibele

  50. You understand therefore considerably relating to this subject, produced me in my opinion imagine it from a lot of numerous angles. Its like women and men don’t seem to be interested until it is one thing to accomplish with Woman gaga! Your own stuffs outstanding. At all times care for it up!

  51. Albertina says:

    Olá tudo bem, gostei muito do seu blog ajudou na minha pesquisa que estou fazendo para meu tcc em artes, se puder me sugerir livros sites sobre o assunto ficarei grata.
    parabéns

  52. Adriano says:

    Desenvolvi um logo com arabesco e gostaria q vc avaliasse. Posso t mandar? Obrigado

  53. philippe israel. says:

    poxa adorei o blog ,queria ficar sempre atualizado..
    se isso for possivel .
    agradeço.

Leave a Reply